MOSTARDA



Existem mais exemplos de fidelidade canina do que de amizade.
Alexander Pope


Pitoco Mostarda

*?
29/02/2008

Vira-lata que apareceu na minha rua e roubou meu coração.
Eu o chamava de Mostarda; outros o conheciam como Pitoco.


Gisele

Poema dedicado ao Pitoco Mostarda, baseado na letra de English Rose (Bernie Taupin)


Solzinho

Adeus, solzinho querido,
Que silenciosamente roubou meu coração.
Você era a luz da minha rua,
onde um vazio agora impera.
Você conquistou a vizinhança,
e me fazia sorrir com seu jeitinho de ser.
Agora você pertence ao Céu,
e as estrelas soletram seu nome.

Parece que você viveu a vida
Como o sol que ilumina a Terra.
Nunca se apagando, mesmo com a chegada da noite,
ou com chuva torrencial (que você detestava!).
E os seus passinhos para sempre aqui ficarão
impregnados nas pedras da rua.
Sua luz se apagou muito antes do que devia,
e ainda assim para sempre brilhará.

O encanto se perdeu,
estes dias vazios sem os seus latidos,
para sempre sentirei sua falta,
meu cachorrinho querido.
E mesmo que tente,
a realidade me faz chorar,
e minhas palavras não conseguem expressar
a alegria que você trouxe para minha rua.

Parece que você viveu a vida
Como o sol que ilumina a Terra.
Nunca se apagando, mesmo com a chegada da noite,
ou com chuva torrencial.
E os seus passinhos para sempre aqui ficarão
impregnados nas pedras da rua.
Sua luz se apagou muito antes do que devia,
e ainda assim para sempre brilhará.

Adeus, solzinho querido,
Que silenciosamente roubou meu coração.
Você era a luz maior da minha rua,
onde um vazio agora impera.
Adeus solzinho querido,
de uma rua perdida sem a sua presença
que sentirá a falta da alegria que irradiava,
mais do que você jamais poderá saber.



Pitoco Mostarda


Existe uma música em homenagem aos cães de rua bem bonita, veja a letra aqui.

VOLTAR